ALYSSA BUSTAMANTE - Curiosidade pelo mal OS VÍDEOS MAIS BIZARROS DA INTERNET 5 CRIANÇAS DO SHOW DE HORRORES A MALDIÇÃO DA RESIDÊNCIA HILL

Champignon fala sobre nova banda A Banca


De volta aos palcos em novo formato, os integrantes remanescentes do Charlie Brown Jr foram alvos de críticas e elogios pela decisão de formar uma nova banda pouco mais de um mês da morte do cantor Chorão. "As pessoas iam criticar de qualquer jeito, se continuássemo com o Charlie Brown ou se fizéssemos outra banda", disse o guitarrista Thiago Castanho durante gravação do programa "Altas Horas", da TV Globo, que ocorrou na tarde desta quinta-feira (11) em São Paulo.

Com o fim da antiga banda --segundo o baixista Champignon, "o Charlie Brown não existe sem Chorão"-- os músicos formaram A Banca. Rolou toda essa doideira da morte do Chorão, ficamos abalados, mas queríamos continuar a cantar e pensamos em algo que fizesse sentido para realmente eternizar o que essa banda fez e foi", disse o ex-baixista, que nesta nova etapa assumirá os vocais e deixará o baixo nas mãos de Lena.

Sobre a decisão de voltar à cena, Champignon foi enfático: "Se ficássemos em casa, morreríamos também. Temos que ir para a estrada, precisamos disso. É a nossa vida. Por que a gente iria ficar trancado em casa, se a gente gosta mesmo é de tocar?". O novo vocalista também citou a responsabilidade com as pessoas que dependiam do Charlie Brown Jr. "Temos até 25 famílias que dependem disso aqui. É pensando nessas famílias, nessas crianças, nas nossas mulheres que nós precisamos continuar", afirmou.

A entrada de Lena na banda serviu para dar uma cara diferente ao grupo. Segundo Champignon, a garota é a uma das melhores baixistas que ele conhece. "Começamos a ensaiar e pensei que Chorão tinha uma energia tão boa que pensei em alguém que pudesse dar essa continuuidade. Lembrei da Lena, já tinha a visto tocar nos circuitos e nas noites. Enfim, isso seria a melhor coisa que poderíamos fazer depois de tudo o que aconteceu".

Inicialmente, A Banca fará uma turnê em homenagem a Chorão, em que tocará o repertório antigo da banda e também do novo CD, ainda inédito. "Temos a previsão de lançarmos o disco de A Banca no final do ano ou no começo do ano que vem. Já temos algumas ideias, que mostram como somos como músicos. Carregamos o DNA do Charlie Brown, mas com um outro formato", disse o baterista Marcão. 

O programa "Altas Horas" fez um especial em tributo ao vocalista com a presença do novo grupo e Alexandre, o filho do cantor. A atração vai ao ar no próximo sábado.

O programa

A Banca abriu o programa ao lado de uma estudante que homenageou Chorão cantando o hit "Papo Reto". Além do filho de Chorão, como convidados estavam ainda os irmãos lutadores de MMA MInotauro e Minotouro, o ator e diretor Márcio Garcia e a mulher Andreia, que contaram histórias de proximidade com o cantor.

O cantor Dinho Ouro Preto da banda Capital Inicial foi o primeiro a homenagear Chorão, cantando junto com A Banca "Tudo o Que Ela Gosta de Escutar". "Lembro de ver Chorão com o Charlie Brown em uma gravadora e eles estavam 'bombadassos' e nós na lama. Depois disso, fizemos de tudo um pouco. Foram 15 anos juntos", contou Dinho.

Zeca Baleiro disse que um dos melhores episódios passados com Chorão foi cantar "Proibida Pra Mim" no casamento do vocalista do Charlie Brown Jr. com a estilista Graziela Carvalho. "Ele disse que a minha versão era melhor do que a dele", lembrou.

Durante o intervalo das gravações do programa, Alexandre cantou com A Banca e se emocionou com os gritos de "Chorão! Chorão!" vindos da plateia. O filho do cantor apontava para o alto a cada estrofe da música. Assistindo a homenagem feita pelo garoto, sua mãe, Thais Lima, chorou e o abraçou diversas vezes.

Marcelo D2 colocou a plateia para pular com "Samba Makossa" e afirmou que a sua carreira estava diretamente ligada a Chorão. "Nós fazíamos quase os mesmo shows e festivais. Temos inúmeras histórias juntos". Para finalizar as participações especiais, Negra Li agradeceu a oportunidade de Chorão ter ajudado a desponta-la para o sucesso com a música "Não É Sério".

A agenda de shows de A Banca:

04/05 -  Lorena (SP)

25/05 - Rio de Janeiro (RJ)

08/06 - Ribeirão Preto (SP)

15/06 - Curitiba (PR)

Nenhum comentário:

Postar um comentário