ALYSSA BUSTAMANTE - Curiosidade pelo mal OS VÍDEOS MAIS BIZARROS DA INTERNET 5 CRIANÇAS DO SHOW DE HORRORES A MALDIÇÃO DA RESIDÊNCIA HILL

Biógrafo de Mick Jagger afirma, 'Luciana Gimenez não foi atriz pornô, mas a mãe dela sim'


Christopher Andersen, jornalista norte-americano que acaba de lançar uma biografia não autorizada sobre Mick Jagger, se desculpou por chamar Luciana Gimenez de atriz pornô em um artigo que publicou no tabloide britânico The Daily Mail. 

No texto, o jornalista fala sobre o caso de Jagger com a apresentadora da RedeTV!, e descreve Luciana como "uma modelo brasileira de 1,80 metro e atriz pornô". Em entrevista ao site da revista VEJA, Andersen falou sobre a polêmica após a brasileira anunciar que estuda abrir um processo por difamação. 

"Eu nunca escrevi isso, disse que ela é filha de uma ex-atriz pornô", disse em entrevista. Por sua vez, Vera Gimenez disse que também planeja mover uma ação legal contra o norte-americano. O livro Mick: The Wild Life and Mad Genius of Jagger também conta histórias que envolvem a intimidade de outras celebridades. 

Segundo os trechos da obra publicada pelo Daily News, Mick Jagger e David Bowie foram amantes. "Eles estavam fascinados um pelo outro, como artistas e como homens. Jagger era quatro anos mais velho que Bowie, e Bowie era a nova estrela em alta".

As duas estrelas, segundo publica o veículo nos fragmentos do livro, se conheceram em 1973, na época em que Bowie triunfava com seu personagem Ziggy, vestindo malhas e usando maquiagem dourada, e tinha Scott como parceiro.

Jagger, que convidou o casal para um show, com hotel e champanhe incluídos, "era ainda tímido sobre suas preferências sexuais, mas Bowie não escondia que ele e sua mulher Angie eram bissexuais e compartilhavam namorados", diz o jornal.

O intérprete de Under Pressure (1981) "levou Mick a ver filmes gay", segundo o livro, que narra o episódio, em 1973, em que a empregada dos Bowie disse a Angie que havia "alguém em sua cama. Angie subiu as escadas, abriu a porta do quarto lentamente e viu Mick Jagger e David Bowie, nus e juntos na cama".

O livro conta que não houve nenhuma cena de ciúmes entre os Bowie e que "Mick ficou em silêncio", e, embora Angie tenha ficado triste, algum tempo depois brincou sobre a cena e afirmou "que estavam escrevendo [a canção] Angie quando foram apanhados juntos na cama".

Nenhum comentário:

Postar um comentário