ALYSSA BUSTAMANTE - Curiosidade pelo mal OS VÍDEOS MAIS BIZARROS DA INTERNET 5 CRIANÇAS DO SHOW DE HORRORES A MALDIÇÃO DA RESIDÊNCIA HILL

Morrissey faz show irregular em Belo Horizonte e ganha público com hits dos Smiths


Morrissey está de volta ao Brasil, 12 anos depois da última visita, para ver de perto toda uma nova geração de fãs. Gente que nem era nascida quando, com "Strangeways Here We Come", ele e o guitarrista Johnny Marr deram ponto final à parceria mais significativa do rock britânico desde os Stones de Mick Jagger e Keith Richards, capitaneando os Smiths.
Fãs que escutaram "Suedehead" em alguma rádio flashback e se encantaram. Jovens que não tinham idade para ver a primeira passagem do cantor por aqui. E, claro, os antigos devotos de sempre com camisetas e velhos LPs da época, como se fossem a própria carteira de identidade --esses eram a maioria. Pessoas que passaram o show inteiro gritando por Smiths, mas que se renderam aos acordes de "Everyday Is Like Sunday".

É difícil mensurar a importância de Stephen Patrick Morrissey no mundo pop, já que ela atravessa as fronteiras musicais e alcança campos da literatura, da moda e, mais importante, de um determinado estilo de vida. Foi esse jovem senhor que na noite desta quarta-feira (7) subiu ao palco do Chevrolet Hall, em Belo Horizonte, e autorizou meninos a se assumirem como "sensíveis".

Morrissey, cuja figura parece permanecer marcada no inconsciente pop, parece firme o suficiente para justificar uma turnê mundial que passa agora pelo Brasil e que não serve de divulgação para nenhum álbum novo. Seu último trabalho foi lançado há três anos e hoje ele se encontra, sintomaticamente, sem gravadora.

Apesar dos ingressos não terem esgotado, a casa já estava cheia durante o show de abertura da cantora Kristeen Young. Munida de apenas um teclado e amparada por programações eletrônicas, ela não convenceu o público com suas canções etéreas, que remetem ao trabalho de cantoras-compositoras como Regina Spektor e Tori Amos, sem o diferencial criativo das duas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário