ALYSSA BUSTAMANTE - Curiosidade pelo mal OS VÍDEOS MAIS BIZARROS DA INTERNET 5 CRIANÇAS DO SHOW DE HORRORES A MALDIÇÃO DA RESIDÊNCIA HILL

Diary of Dreams no Brasil - Resumo do Show, vídeo e fotos




Esta semana aconteceu em São Paulo o Show da banda Diary of Dreams, se você não conhece clica AQUI e saiba mais sobre a banda no Post já publicado a dias atrás.

Organizado pelo Projeto Ferro Velho, em sua sétima edição, mais um show digno de casa lotada. Casa esta nova no roteiro de shows em São Paulo, o cine jóia localizado entre as estações Liberdade e Sé do metrô de São Paulo.

Por volta da meia noite a fila ainda era grande, a entrada estava bem organizada e havia gente de várias "gerações" da noite alternativa.

O local é bem aconchegante, oferece uma ótima infra-estrutura, possui um bar que fica em meio ao local dos shows com uma decoração sutil mas bem legal. Possui Chapelaria, aceita cartões de crédito e débito para pagar a consumação.
Possui também área interna para fumantes no segundo andar, pequena mas que foi muito útil para manter a organização, assim as pessoas não precisavam sair e tornava melhor o controle sobre o fluxo das pessoas.

Por falar em pagar, talvez foi a única fila que demorava um pouco, apesar de umas cinco pessoas atendendo, a fila se estendeu um pouco, talvez pela demora das máquinas para processarem pagamentos no cartão.

A banda que abriu o show é a já conhecida na noite Segundo Inverno, com seu s sons própios e alguns covers nacionais dos anos 80. Foram muito aplaudidos como sempre. Uma banda que tem muito potencial com letras bem pensadas e que falam de assuntos como cotidiano, protesto e a vida em geral. Uma grande apresentação.

É chegada a hora da banda especial da noite, todos se aglomeram mais próximo ao palco, inicia-se um grande jogo de iluminação que deu um tom especial ao show. O equipamento de som utilizado foi ótimo, sem problemas de distorcer a sonoridade da banda que muitas vezes usa samplers que eram liberados em um notebook MAC.

Adrian Hates, vocalista e o que tem a fama de ser o menos sociável, arriscou as palavras básicas em português que todas as bandas em 90% dos shows pronunciam "OBRIGADO", mas pareceu estar bem feliz, agitando sempre o público e interagindo bem com os que estavam à frente junto ao palco.

Ainda falando da sonoridade da banda, surpreendeu-me o fato de que ao vivo a banda tem um som mais pesado, usam bastante distorção na guitarra lembrando bem o timbre das guitarras do Rammstein, (só o timbre, a sonoridade é bem adversa).

Todas as músicas executadas eram cantadas pelo público fielmente, alguns arriscavam alguns passos com se estivessem em uma pista de dança como nas casas noturnas, alguns momentos lembraram bastante cenas de antigamente, vendo aquele povo "antigo" (rsrsr) dançando.

Enfim foi uma ótima noite, para rever amigos antigos, fazer novas amizades, curtir um show surpreendente de duas bandas boas, afinal ver Diary of Dreams ao vivo é história para se contar nas futuras gerações.

Volto a dizer, se você não conhece a banda, conheça, trata-se de um som bem interessante que pode te fazer viciar. Conheça mais também sobre o Projeto Ferro Velho que sempre propcia eventos ótimos de sucesso.


Agradecimentos:


Luh e Rodrigo cyber pelo VIP;
China, Zauber, Gago, Copycat, Roque, pela simpatia
As pessoas que vieram elogiar meu trabalho e as pessoas que cobraram a atualização da agenda do site ! (prometo atualizar a partir da semana que vem)
ah e me desculpem não lembrar o nome de todos!


Nenhum comentário:

Postar um comentário