ALYSSA BUSTAMANTE - Curiosidade pelo mal OS VÍDEOS MAIS BIZARROS DA INTERNET 5 CRIANÇAS DO SHOW DE HORRORES A MALDIÇÃO DA RESIDÊNCIA HILL

Possível reunião do Guns N' Roses para Hall da Fama do Rock and Roll



Quando o Guns N' Roses foi indicado ao Hall da Fama do Rock and Roll, em setembro, começaram as especulações sobre uma possível reunião dos integrantes originais, já que várias bandas separadas há anos fizeram shows na cerimônia. Em entrevista à Billboard, Slash comentou a indicação e a possibilidade de um reencontro, caso a banda seja premiado.

"[O Hall da Fama do Rock and Roll] se tornou muito prestigiado nos últimos, e é uma grande honra ser incluído - ou até indicado. É um título legal, eu acho. (...) Claro que há especulações sobre como vai funcionar se isso acontecer, mas com o Guns N' Roses, não há muito como adivinhar. Suponho que se acontecer, todos vão tentar se entender, de alguma maneira. Mas acho que a primeira coisa a fazer é esperar para ver se nós seremos incluídos no Hall da Fama, porque essas coisas são imprevisíveis", explicou o guitarrista, talvez não muito ansioso por voltar a conviver com Axl Rose.

No momento, Slash está trabalhando em seu segundo disco solo, em que será acompanhado pelo vocalista Myles Kennedy e pela banda de sua turnê. Ainda sem título, o disco deve ter 20 faixas, mas apenas três foram gravadas até o momento.

"Com base no relacionamento que desenvolvemos e a química que já temos, comecei a escrever o material novo pensando em Myles e os caras da banda. É muito diferente do último. Há muita liberdade nesse disco. É muito diversificado, mas é definitivamente o som de uma banda com muitas ideias. Esse é provavelmente o álbum mais 'ao vivo' que eu já fiz. O jeito que eu gosto de fazer um disco é ensaiar, ensaiar e então entrar no estúdio, conhecendo a música como a palma da sua mão, e aí chegar lá e quebrar tudo. É assim que estamos gravando", contou.

Slash espera lançar seu segundo álbum em abril de 2012. Paralelamente, está preparando o lançamento ao vivo Made in Stoke 24/7/11, gravado durante sua última turnê. Formado por dois CDs e um DVD, Made in Stoke retrata a química de Slash com sua nova banda, mas trazendo canções de vários períodos de sua carreira.

"Percebi que cheguei a um ponto em que realmente tinha um repertório. Há uma obra com a qual posso trabalhar. Eu simplesmente escolhi coisas que eu queria tocar, e há muitas músicas que eu não tocava há muito tempo. 'Nightrain' foi incrível, era algo que eu não tocava desde a metade dos anos 90. Eu simplesmente tinha a liberdade de fazer o que eu queria, então foi muito divertido. [...] Quando eu fiz a banda com esses caras, foi simplesmente para me divertir enquanto tocava, e todos estão fazendo justamente isso. É uma banda muito coesa. Não me divertia assim desde o início do Guns", declarou.

No meio de tanto trabalho, Slash ainda vai separar um tempo para retomar o Velvet Revolver, que está sem um vocalista desde abril de 2008, quando Scott Weiland deixou o grupo. "Vamos nos reunir em dezembro para conhecer alguns vocalistas - isso é tudo que eu posso dizer", finalizou.




Nenhum comentário:

Postar um comentário